Encontre acomodações em Cuiabá

Booking.com
Pacotes e voos recomendamos acesso via computador. (plataforma de agência de viagens)
ProcuroHotel.com

“Hotéis em Cuiabá”

Procurando Acomodações em Cuiabá? “Procuro Hotel” pode te ajudar, com uma média excelente de viajantes a lazer ou a negócios consultando, cotando e reservando, estamos orgulhosos em fazer parte destas viagens.

Motivos para visitar: culinária localnatureza e pessoas hospitaleiras.

Hotéis, Hostel, Chalés, Pacotes de viagens, Pousadas, Aluguéis de temporada, Hotéis fazenda e apartamentos modernos na cidade. Aproveite ótimas ofertas no mundo todo.

Para cotação de acomodações, faça a simulação de sua hospedagem conosco e compare valores.

ProcuroHotel.com

“Procuro Hotel”

Buscando hospedagens no Brasil? O brasileiro é repleto de opções em seu território. Para quem busca um refúgio tranquilo, nas praias, no interior ou nas montanhas, temos as opções, pesquise em “Procuro Hotel” e encontre as melhores acomodações.

Cuiabá

Cuiabá é um município brasileiro, capital do estado de Mato Grosso, Região Centro-Oeste do país. Fundado em 1719 por Pascoal Moreira Cabral e descoberto por Miguel Sutil, ambos bandeirantes nascidos na cidade de Sorocaba-SP, ficou praticamente estagnada desde o fim das jazidas de ouro até o início do século XX. Desde então, apresentou um crescimento populacional acima da média nacional, atingindo seu auge nas décadas de 1970 e 1980. Nos últimos 15 anos, o crescimento diminuiu, acompanhando a queda que ocorreu na maior parte do país. Hoje, além das funções político-administrativas, é o principal pólo industrial, comercial e de serviços do estado. É conhecida como “cidade verde”, por causa da grande arborização. Situa-se na margem esquerda do rio de mesmo nome e forma uma conurbação com o seu município vizinho, Várzea Grande.

Segundo estimativas de 2018 feitas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a população de Cuiabá é de 607.153 habitantes, enquanto que a população da conurbação é de 889.162; já sua região metropolitana possui 918.826 habitantes e o colar metropolitano mais de 1 milhão; sua mesorregião possui 1.105.132 habitantes, o que faz de Cuiabá uma pequena metrópole no centro da América do Sul. A cidade foi umas das 12 sedes da Copa do Mundo FIFA de 2014, representando o Pantanal (a cidade se situa a cerca de 100 quilômetros da região pantaneira).

Já o Estado de Mato Grosso alcançou um superávit de 3,5 bilhões de dólares estadunidenses no primeiro quadrimestre de 2012, valor 32 por cento superior ao registrado no mesmo período do ano anterior, quando chegou a 2,65 bilhões de dólares estadunidenses. Os valores acumulados com as exportações até abril foram de 3,93 bilhões de dólares estadunidenses, num incremento de 26,8 por cento sobre o montante de 3,1 bilhões obtido entre janeiro e abril de 2011. O saldo comercial no período foi favorecido pela redução de 5,3 por cento nas importações, que caíram de 450,224 milhões de dólares estadunidenses no acumulado dos 4 primeiros meses de 2011 para 426,379 em 2012. Dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior demonstram que o saldo da balança comercial mato-grossense foi o quarto maior do país, superado apenas por Minas Gerais (6,650 bilhões de dólares estadunidenses), Rio de Janeiro (4,980 bilhões de dólares estadunidenses) e Pará (3,858 bilhões de dólares estadunidenses).

História

Fundação

Os primeiros indícios dos bandeirantes paulistas na região onde hoje fica a cidade datam de 1673 e 1682, quando da passagem de Manoel de Campos Bicudo. Ele fundou o primeiro povoado da região, onde o rio Coxipó deságua no Cuiabá, batizado de São Gonçalo Beira-Rio.[14]

Em 1718, chegou ao local, já abandonado, a bandeira do sorocabano Pascoal Moreira Cabral. Em busca de indígenas, Moreira Cabral subiu o Coxipó, onde travou uma batalha com os índios coxiponés. Como perderam a batalha, os bandeirantes voltaram e no caminho encontraram ouro, deixando, assim, a captura de índios para se dedicar ao garimpo.[carece de fontes]

Em 1719, Pascoal Moreira foi eleito, em uma eleição direta em plena selva, comandante da região de Cuiabá. Em 8 de abril de 1719, Pascoal assinou a ata da fundação de Cuiabá no local conhecido como Forquilha, às margens do Coxipó, de forma a garantir os direitos pela descoberta à Capitania de São Paulo. A notícia da descoberta se espalhou e a imigração para a região tornou-se intensa.[carece de fontes]

Em outubro de 1722, índios escravizados de Miguel Sutil, também bandeirante sorocabano, descobriram às margens do córrego da Prainha grande quantidade de ouro, maior que a encontrada anteriormente na Forquilha. O afluxo de pessoas tornou-se grande e até mesmo a população da Forquilha se mudou para perto deste novo local. Em 1723, já estava erguida a igreja matriz dedicada ao Senhor Bom Jesus de Cuiabá, onde hoje é a Catedral.

Culinária

A base da culinária local são os peixes, pescados nos rios da região (pacu, pintado, caxara, dourado e outros) e consumidos de várias maneiras, acompanhados de farinha de mandioca, abóbora e banana, em pratos como a Maria Isabel, a farofa de banana e o pirão. Um dos principais pratos típicos é a mujica, prato à base de peixe. A culinária cuiabana assim como a brasileira, tem suas raízes nas cozinhas indígenas, portuguesa, espanhola e africana.[carece de fontes]

Frutos, como o pequi, são adicionados a pratos a base de arroz e frango, a mandioca, a manga e o caju, o charque, peixes frescos ou secos. Pacu assado, piraputanga na brasa, mojica de pintado, arroz com pacu seco, moqueca cuiabana, caldo de piranha, ventrecha de pacu frita, dourado ou piraputanga na folha de bananeira e caldeirada de bagre, são pratos nascidos nas barrancas do rio Cuiabá e nas baias do Pantanal.[carece de fontes]

A “maria isabel” é o combinado de arroz e charque, popularmente conhecido também como arroz carreteiro, prato exclusivo da culinária local, a paçoca de pilão feita com carne de charque e farinha de mandioca temperada, o furrundum, doce preparado com mamão verde, rapadura e canela, o pixé elaborado com milho torrado e socado com canela e açúcar, o bolo de arroz cuiabano, o francisquito, os doces de caju e manga, o licor de pequi e o guaraná de ralar.[carece de fontes]

(https://pt.wikipedia.org/wiki/cuiabá)

ProcuroHotel.com